SP até Caldas Novas/GO – Estrada e postos de parada

Estrada e postos de parada

SP até Caldas Novas/GO

E finalmente depois de muitos dias de preparação e planejamento, chegou o grande dia de começar a EXPEDIÇÃO GORDIANDO EM GOIÁS 2016!

Acordamos de madrugada, por volta de 3:00 da manhã, para nos arrumar, tomar um café e como já deixamos tudo pronto, foi só colocar as bagagens no carro e partir!

O carro utilizado nesta viagem foi uma Picape Ranger da Ford, ou como diz o nosso sobrinho de quase 3 anos, uma “pipape”.

Saída de SP para Goiás com a Ford Ranger. Foto: Cynthia Sordi – Gordiando.

Saímos por volta de 5:00 da manhã de São Paulo por causa da longa viagem e também do trânsito caótico. Sim, em SP tem muito congestionamento a qualquer hora do dia, mas de manhã acreditem, é ainda pior, qualquer 5 minutos de atraso tem muito mais trânsito.

Neblina na Rod. dos Bandeirantes com a Ford Ranger. Foto: Cynthia Sordi – Gordiando.

Seguimos em direção à Rodovia dos Bandeirantes, que é excelente, bem conservada, com boas placas e sem buracos. A velocidade permitida para carros é de 120km/h. Pegamos um pouco de neblina, mas nada que atrapalhasse. No Km 35 tem o primeiro posto de parada, o Frango Assado. Bom para quem não toma café em casa.

Dica: Recomendamos fazer refeições leves para evitar o sono durante as longas horas de estrada. Tomamos café e às vezes coca-cola com um pequeno salgado ou lanche leve. Não tendo muito sono, evitamos novas paradas e atrasos no cronograma da viagem.

No rádio colocamos na Rádio Jovem Pan para ouvir as notícias. E vamos combinar que aquela musiquinha: Começou o novo dia… é um clássico e anima qualquer um!

Nascer do sol na Rod. dos Bandeirantes. Foto: Cynthia Sordi – Gordiando.

E já encontramos o 1º pedágio de muitos por R$ 8,80 bem próximo do Km 58 Norte e do Posto de parada gigante, o Lago Azul.

Passamos pela entrada do Aeroporto de Jundiaí, pela saída 59 para quem quer visitar a cidade e pelo Rio Jundiaí. Aliás, a cidade cresceu muito nos últimos anos e virou uma extensão ou praticamente mais um bairro de SP, já que devido à melhor qualidade de vida e aos altos custos de morar em uma cidade grande, as pessoas tem mudado para cidades próximas à capital e fazem bate-volta todos os dias.

No km 68 Norte, vimos um posto BR/Petrobrás com restaurante e lanchonete que estava cheio de caminhões, deve ser bom, mas ainda estava cedo para parar.

Ahhh e os olhos identificaram a palavra mágica: Outlet Premium da SideWalk no km 78, na divisa de Jundiaí e Itupeva. Desta vez não estava aberto por causa do horário, mas vai ficar para a próxima. Bem próximo, tem o posto Serra Azul com abastecimento da rede Ipiranga que é o queridinho dos grupos de motociclistas que vão passear na região nos finais de semana. É possível entrar tanto na ida quanto na volta, pois tem retorno.

Da estrada, no km 72 é possível ver o parque aquático Wet n´Wild e mais a frente o parque de diversões Hopi Hari.

O rádio já não funciona tão bem por aqui, é hora de colocar algumas músicas. Optamos por um sertanejo, tipo Thaeme e Tiago, Fernando e Sorocaba, Marcos e Belutti, Michel Teló, para entrar no clima de Goiás, a terra dos sertanejos.

No km 77 norte passamos pelo 2º pedágio por R$ 8,70 em Itupeva para Campinas.

Pegamos a saída 95 para a Rodovia Anhanguera/ Rodovia Adalberto Panzan onde é permitido andar a 100km/hora.

As estradas são cheias de postos de parada, em Campinas vimos mais um posto Ipiranga e mais para frente em Sumaré o Auto Posto Sucão. Passamos pelo Rio Quilombo, pelo Costelão na Brasa e Apaloosas Churrascaria.

3º pedágio a R$ 7,70, e é só o começo!

No km 122 passamos pelo posto Shell com uma loja de conveniência Select, 4 km a frente tem um posto BR com o Boi Assado The Churros.

Rodovia Anhanguera. Foto: Cynthia Sordi – Gordiando.

Chegamos a Limeira, Americana e no km 134 tem um posto Shell com uma lanchonete, mas não estava com uma aparência muito boa.

Mais a frente, passamos pelo Rancho Mineiro, Graal Castelo e claro, o 4º pedágio: R$ 5,80 no km 152.

Depois, Graal Turmalina, Shell com lanchonete e restaurante.

A estrada tem muitos radares fixos e móveis, então toma cuidado para não levar multa!

No km 180 o 5º pedágio: R$ 7,30 e 9km a frente um posto BR com o restaurante Panam.

Saída para a Santa Casa de Leme e na região de Pirassununga, o 6º pedágio por R$ 7,30.

Passamos pela cidade de Porto Ferreira, famosa por suas cerâmicas e artigos para casa e depois por Santa Rita do Passa Quatro, cidade bem agradável, ideal para descansar curtindo a natureza.

No km 238 tem um posto Shell e logo mais a saída para o Parque Estadual de Pirassununga.

A estrada tem vários postos de polícia federal e estadual, mas não encontramos muito movimento. De qualquer forma, é recomendável respeitar as leis de trânsito sempre!

Próximos pedágios:

  • 7º pedágio: R$ 6,90
  • 8º pedágio: R$ 6,90 no km 280

A velocidade permitida é de 110km/h, porém pode variar e diminuir para até 30 km/h principalmente quando você passa por cidades e nas pontes. Fique atento!

Paramos no Graal Trevo nas proximidades de Ribeirão Preto/ SP para um pequeno lanche e descansar as pernas. O posto tem várias opções de salgados, lanches, almoço e ainda um mercadinho com doces típicos como bananinha, pé de moleque, doce de abóbora, batata roxa, paçoca, doce de leite entre outros.

Empadinha de palmito com café expresso no Graal Trevo. Foto: Cynthia Sordi – Gordiando.

O 9º pedágio por R$ 10,50 e mais a frente tem a saída para o Hospital Sales Oliveira, no km 355 norte. Logo após, tem a indicação para o Hospital Orlândia e também um posto da polícia rodoviária.  A estrada tem excelente sinalização.

No km 374 um posto BR, a indicação de saída para o Hospital de São Joaquim da Barra e mais a frente uma Costela na Brasa, hummm.

Achou que acabaram os pedágios? Infelizmente ainda não, chegamos ao 10º pedágio por R$ 12,90, um dos mais caros. Passamos pela saída do Hospital Itaverava, depois no km 431 o posto Itamaraty com bandeira BR, seguindo encontramos a saída para o Hospital de Igarapava, o Posto do Japão e o 11º pedágio por R$ 3,70.

DIVISA SÃO PAULO – MINAS GERAIS

Chegamos na divisa São Paulo – Minas Gerais. Antigamente este local servia para o visitante tomar a vacina contra a febre amarela, problema típico da região de Goiás. Ainda tem um pequeno posto de saúde na região.

Divisa de Estados – SP – MG. Foto: Cynthia Sordi – Gordiando.

No km 183 tem um posto BR/Petrobrás e mais a frente o Graal Antares.

Graal Antares. Foto: Cynthia Sordi – Gordiando.

Pegamos a Rodovia Chico Xavier em direção as cidades:

  • Uberaba até Uberlândia –> 100km
  • Uberlândia até Araguari –> 30 km
  • Araguari até Caldas Novas –> 130 km

Passamos pelo Rio Uberaba e no km 166 encontramos um posto da Polícia Rodoviária Federal. É interessante que em Minas Gerais, os policiais colocam cones na frente do posto, fazendo com que os carros reduzam ainda mais a velocidade e passem em zigue-zague.

Encontramos o Rio Água Limpa e depois as cidades de Jacutinga e Monte Sião, ótimas para passear, comprar malhas e doces típicos.

Em direção à Uberlândia. Foto: Cynthia Sordi – Gordiando.

Gostamos de viajar de carro por causa das paisagens incríveis que você vê pelo caminho, são plantações de cana, laranja, tem também as vacas pastando, os cavalos e as igrejinhas e capelinhas, como esta que encontramos na estrada entre Uberaba e Uberlândia. Um charme!

Capelinha entre Uberaba e Uberlândia. Foto: Cynthia Sordi – Gordiando.

E vamos lá, o cansaço já está batendo, mas a ansiedade de chegar ao destino nos motiva a continuar a nossa viagem!

Seguindo para Uberlândia. Foto: Cynthia Sordi – Gordiando.

Uma curiosidade: A ponte com extensão de 1200 metros sobre o Rio Paranaíba foi construída de forma irregular, cheia de imperfeições e depois foi consertada. O resultado? Uma ponte cheia de ondulações e o apelido de “ponte perfeita”. 

Ponte sobre o Rio Paranaíba em Minas Gerais. Foto: Cynthia Sordi – Gordiando.

Passamos pelo posto 50tão, pelo 12º pedágio por R$ 5,10, Posto Décio com bandeira BR e entramos na Rodovia Deputado Raul Belém já com o 13º pedágio por R$ 3,60, o último!

Chegamos a Araguari passando pelo posto gigante Brasileirão, que nos pareceu ser muito bom.

Ufa, parte final da viagem, pegamos a estrada de duas mãos e não tão boa, em direção à Caldas Novas em Goiás. Passamos pelos postos Gameleira, Araguaia da rede BR e pela Churrascaria Gaúcha no km 116. Não vamos mentir que este trecho é bem cansativo, pois ao ver as placas de Caldas Novas, o viajante tem a impressão que já está bem pertinho, mas na verdade são mais 130km até o nosso destino final. Nesta parte não tem muitos postos bons, então tente parar antes deste trecho ou somente na cidade. Aproveite para apreciar a paisagem e as casinhas típicas da região.

IMPRUDÊNCIAS NA ESTRADA

Tivemos um quase acidente por causa de um motorista muito imprudente. Um rapaz em um fiat uno de empresa estava ultrapassando um caminhão enorme em um trecho não permitido da estrada. Só que no mesmo momento estávamos passando, reduzimos ao máximo a velocidade, mesmo porque a estrada não tinha acostamento. As nossas opções (tem que ter raciocínio rápido nesses momentos) eram a de sair da estrada, cair no barranco (possivelmente sofrer um acidente) ou ter a sorte do uno conseguir ultrapassar o caminhão no último segundo. E foi o que aconteceu, o fiat conseguiu ultrapassar e só ficou o susto. Até o Alvaro que estava dirigindo disse que já tinha feito o seu check-up cardiológico para os próximos anos!

Passamos pelo Rio Corumbá, pela saída para a cidade de Rio Quente (onde fica a famosa Pousada do Rio Quente) e finalmente, as 14:30 chegamos em Caldas Novas/Goiás, e não é que até conseguimos almoçar?

Chegada à Caldas Novas em Goiás. Foto: Cynthia Sordi – Gordiando.

Fizemos o check in no hotel Privé Riviera Park, colocamos os nossos trajes de banho e fomos curtir as piscinas, mas isso fica para um próximo post!

RESUMO DA VIAGEM

  • 9 horas e meia de viagem.
  • 3 paradas, sendo 1 para também abastecer o carro.
  • 13 pedágios, com um total de R$ 95,20 pagando com dinheiro ou moedas.
  • Aproximadamente 800 km.
  • Passamos por 3 estados: SP, MG e GO.
  • A temperatura externa chegou a 31º C.
  • E muitas músicas, conversas e paisagens incríveis.

PARCEIROS NA EXPEDIÇÃO GORDIANDO EM GOIÁS 2016:

FORD | PRIVÊ HOTEIS E PARQUES | PRIVÊ DIVERSÃOCLUBE PRIVÊ | WATER PARK | NÁUTICO PRAIA CLUBE | RENT A BAG | LG DO BRASIL | CZ10 CAMISETAS

ACOMPANHE AS NOVIDADES DO GORDIANDO

Então curta a nossa página no Facebook.

Siga-nos no Twitter.

Veja as nossas fotos no Instagram.

Veja os nossos vídeos no You Tube.

E estamos também no Google+.

PLANEJE A SUA VIAGEM!

Procurando HOSPEDAGEM? Use o Booking| Cancelamento gratuito!

Precisa ALUGAR MALA de viagem? Use a Rent a Bag | 10% de desconto!

Precisa de LACRES para a sua mala? Use os da Rent a Bag | 5% e frete grátis!

Precisa fazer um SEGURO? Use a Mondial Assistance |15% de desconto!

___________________________________________

Veja outros destinos do Gordiando na estrada

NACIONAL

GOIÁSPARANÁ RIO DE JANEIRO| SANTA CATARINA SÃO PAULO

INTERNACIONAL

INGLATERRA | ESTADOS UNIDOS



Booking.com

Comentários

Comentários

Posted by Gordiando

Somos o casal Cynthia e Alvaro Sordi apaixonado por viagens, gastronomia, carros e motos. Estamos sempre em busca de novos destinos, novas experiências e diferentes gastronomias. Já conhecemos muitos lugares, mas o mundo é enorme e tem muita coisa ainda para se ver.

Website: http://gordiando.com.br

This article has 3 Comments

  1. Excelente roteiro. Firemos praticamente as mesmas paradas. Esse foi o meu primeiro trecho. De caldas fui para Brasília e na sequência Ilheus.

    Fomos em sete pessoas. Carro Vito Tourer alugado na movida.

    Abs.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *